Estado deve assumir o Hospital da Comarca de Biguaçu

Membros da comissão e OMF

 

 

 

 

 

 

 

 

Estado deve assumir o Hospital da Comarca de Biguaçu


Mais um importante passo na história do Hospital da Comarca de Biguaçu foi dado na manhã dessa terça-feira, 01/10/2013. Membros da CPHB (Comissão Pró Hospital de Biguaçu), formada   para resolver definitivamente os problemas da obra, acompanharam a visita da secretária de Estado da Saúde, Tânia Eberhardt, ao prédio interditado pela Vigilância Sanitária Estadual desde o dia 28 de setembro de 2011.

Após conhecer o prédio, a secretária ouviu o coordenador da CPHB, João Vianei, além da exposição de representantes da Secretaria Municipal de Saúde, Acibig, CDL, Câmara Municipal e OMF (Organização Mundial da família), responsável pela obra.

A secretária não descartou a possibilidade de o Hospital de Biguaçu ser administrado pelo Estado, o qual só terá condições de fazê-lo se através de uma OS (Organização Social).

“O Estado não tem condições de contratar hoje cerca de 300 profissionais de saúde para Biguaçu, o processo é moroso, assim como para comprar móveis e medicamentos. Através de uma OS as coisas são mais práticas e rápidas, ainda mais em se tratando de saúde”, disse. A secretária de Estado da Saúde saiu do encontro comprometida em reunir-se com diretores da Vigilância Sanitária Estadual, a fim de tratar das questões legais que impedem a continuidade da obra.

“Serei a intermediadora entre as partes envolvidas e não medirei esforços para que em janeiro possamos terminar essa obra e entregá-la à comunidade”, afirmou Eberhardt. Enquanto a discussão sobre as obras e os itens questionados no interior segue, agora encabeçada pela secretária, a CPHB comemora a autorização para que as obras no entorno, ou seja, na parte externa, sejam licitadas pelo Município e iniciem em breve.

 

 

Fonte:

Prefeitura Municipal de Biguaçu

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments