GENTE DE FORA PREJUDICA ATENDIMENTO NA UPA DE BIGUAÇU

GENTE DE FORA PREJUDICA ATENDIMENTO NA UPA DE BIGUAÇU

Unidade de Pronto Atendimento 24 horas tem falta de médicos e pacientes esperam horas para serem atendidos

Na última terça-feira (22/05), as pessoas que esperavam por um atendimento na UPA de Biguaçu localizada na rua Quintino Bocaiúva, no bairro Universitário tiveram duas opções: ou esperar horas pelo atendimento ou desistir da espera. A demora no atendimento resultou em confusão e discussão naquela Unidade de Pronto Atendimento 24h). Segundo uma testemunha, uma criança chegou acompanhada de sua responsável no local passando muito mal. A paciente foi atendida pela triagem, mas vomitava muito.

“Pediram para atender elas, mas não quiseram. Então a mulher começou a gritar e eles chamaram a polícia. Ela então foi atendida, mas disseram que a responsável pela menina estava desacatando eles”, conta uma das moças que esperava pelo atendimento. A moradora do Rio Caveiras, Dona Ivonésia Pereira disse que realmente perdeu a cabeça e acabou discutindo no local, mas isso foi pela demora no atendimento “Minha neta estava com febre, vomitando muito. Pedimos tanto para ela ser atendida, e por isso me alterei”, conta a cidadã.

A senhora complementa: “Tem gente aqui desde às 13h e agora são 20h e muita gente não foi atendida”.  Mesmo tendo feito o alvoroço, a senhora não se arrepende:

“Foi depois da confusão que ela foi atendida”, diz.

A Secretaria de Saúde de Biguaçu alegou que neste dia um dos médicos estava de atestado, e não foi conseguido colocar outro na escala a tempo, o que ocasionou demora no atendimento.

A falta de médicos e o grande número de pessoas vindo de regiões próximas a Biguaçu, como São José, Florianópolis, Palhoça, preocupa os moradores da região.

leia mais em www.jbfoco.com.br

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments